Polícia Militar pede apoio do empresariado no combate à criminalidade



    
Polícia Militar pede apoio do empresariado no combate à criminalidade

A Polícia Militar de Pará de Minas, através da 19ª Cia Independente, está buscando a parceria da Ascipam na conscientização do empresariado sobre a necessidade de não pagamento de salários em espécie.

Mesmo diante da crescente violência, muitas empresas ainda mantém a tradição do dinheiro “vivo”, muitas vezes a pedido do próprio funcionário que não se interessa pela abertura ou depósito em conta bancária.

O problema é que essa prática ficou muito perigosa, tendo em vista a ação cada vez mais audaciosa dos criminosos. O número de assaltos vem crescendo na região, lesando financeiramente as empresas e oferecendo sérios riscos para os trabalhadores.

E a questão se torna ainda mais séria nos casos em que um funcionário é designado para ir à agência bancária fazer o saque de todo o dinheiro que será pago aos colegas.

Segundo a tenente Lorena Azevedo, a economia em taxas de transferência e depósitos bancários definitivamente não compensa os riscos.

A PM ainda adverte o empresariado sobre a necessidade de critérios mais rigorosos na seleção de contratados. Segundo as estatísticas, boa parte dos assaltos tem êxito através de informações privilegiadas.

GEPMOR – A 19ª Cia também implantou nesta semana uma nova metodologia de trabalho, com o objetivo de combater o crime na cidade. Trata-se da criação de mais um Grupo Especializado em Prevenção Motorizada Ostensiva Rápida (GEPMOR).

Através dele os policiais estão agilizando a segurança pública, com a utilização de motocicletas. Dessa forma podem competir com a agilidade dos assaltantes que, na maioria das ações, se valem desse meio de transporte.

Os resultados da duplicação do efetivo do GEPMOR começam a aparecer. As equipes já fizeram apreensão de menores que roubaram em um estabelecimento comercial do Santos Dumont e de outros assaltantes preparados para invadir outros pontos de varejo.

Em breve será efetivada a setorização territorial do município, também visando um policiamento mais atuante e mais próximo da população. A área de cobertura será dividida em regiões distintas: Central (abrangendo o centro da cidade e bairros próximos), o Setor Leste (englobando os bairros São Francisco, Recanto da Lagoa e adjacentes) e Oeste (cobrindo os bairros São Cristovão, Santos Dumont, Padre Libério e adjacentes).

 Galeria de Imagens

Polícia Militar pede apoio do empresariado no combate à criminalidade


Executou